novembro 09, 2010

BLACK VELVET - PARTE II


CONTINUAÇÃO DA PARTE I


Soltas-me o cabelo e inalas o meu perfume enquanto os teus lábios percorrem o meu pescoço com a mestria que só os amantes experientes possuem. Traças com mão sábia, como um escultor, o contorno do meu decote. Os teus dedos inspiram-me o ar. Sinto que vou desfalecer. Preciso respirar pela tua boca. Rodo a cabeça ligeiramente sobre o ombro para te ver. Viras-me lentamente para ti como a uma bailarina numa caixa de música. Os teus olhos procuram a delicadeza dos meus traços. Sinto-me hipnotizada. A tua boca escorrega suavemente pela minha face até encontrar os meus lábios entreabertos. O chão fugiu-me debaixo dos pés. A eternidade suspensa no momento. Acordo para a vida que és tu e saio do transe induzido. Agarro a tua boca como se agarra a vida e sinto a morte presente. Prendes-me nos teus braços para me encaixares no teu peito e o movimento revela um puzzle que se completa sem nunca se ter desmanchado. As minhas mãos percorrem o teu corpo sem terem estudado a lição. As tuas… uma agarra a minha nuca e a outra a cintura. Puxas-me ainda mais para ti. Sinto todo o teu corpo como sendo meu. Sinto as costelas pressionarem-me os pulmões. Solto um som inesperado de dor e digo-te ao ouvido: “Quero-te!” Os teus olhos acendem-se vermelho, incandescentes. 


TO BE CONTINUED...
Hedonê

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...