janeiro 04, 2011

COLÍRIO DA SEMANA - EU VI UM SAPO!


KERMIT

Antes de tecer qualquer outra consideração, a Tia Hedonê começa por deixar aqui os votos de um Ano 2011 mais Verdadeiro, mais Íntegro, e, se possível, mais Real.

Por Real, quero dizer: com os pés mais assentes no chão que pisamos e com a cabeça verdadeiramente em cima dos ombros. Observando os nossos actos e atitudes. Questionando as nossas acções. Fazendo um processo de auto análise que nos leve ao crescimento, em vez de permanecermos congelados entre os 2 e os 6 anos de idade.  E é por isso que, depois de algum recolhimento e introspecção, de algum balanço feito, abro o ano de 2011 com a realidade que nos venderam, e vendem, há séculos: o Sapo!

Mas este sapo, não é um sapo qualquer. Este é o mais famoso sapo da História Contemporânea, da Pop Art. Cocas, na sua versão portuguesa: Kermit, de seu verdadeiro nome.

Quantas estórias ouvimos, vimos e lemos (quando já tínhamos idade e talento para isso) sobre o famoso Príncipe Encantado? Ou sobre o eterno sapo que, um dia, ao sentir nos lábios um beijo dado com o ardor do verdadeiro Amor (ou com o verdadeiro furor da tusa), se transformaria num belo, robusto, gentil, vigoroso, protector, amoroso, corajoso, blá... blá... blá... comida para gatos, rebéu-béu pardais ao ninho, Príncipe Encantado? (E porque é que em português o Príncipe é sempre Encantado e nunca Encantador?)

Em português: estórias de encantar. Em inglês: bed time stories. Em brasileiro: história p'ra boi dormir!

Minhas queridas, vamos lá enfrentar a dura realidade! Cá bem no fundo, todas nós sabemos que o Príncipe Encantado não tem pilinha. É, de tão perfeito, assexuado. Senão proponho o seguinte exercício de visualização criativa:

- Tentem imaginar um qualquer Príncipe Encantado - um qualquer -  de todas as  estórias que nos venderam, com um grande pénis erecto, com as veias salientes do sangue a latejar, com o prepúcio totalmente retraído e a glande lubrificada e brilhante.

   ........ ........ .................  ....

... .... ........... .....

Pois. Bem me pareceu. O pénis vocês viram (e bem!). O Príncipe... aposto que não. Por uma simples, inegável e dura realidade: o Príncipe Encantado não tem os atributos acima descritos. O Príncipe Encantado não se despenteia. Pior! O Príncipe Encantado não NOS despenteia!

Na vida real, aqueles que se embrulham como Príncipes Encantados, quando os beijamos, transformam-se, na maior parte das vezes, mais depressa do que conseguimos dizer supercalifragilísticoexpialidoso, em sapos. Viscosos. Já se sabe: públicas virtudes, vícios privados... 
Eu, prefiro a versão, púbicas virtudes em qualquer momento.

Também há sapos que apenas são... sapos. Ponto. Um coachar e já está. Já?! Quando damos pela coisa, o download já se deu e não tivemos sequer direito a banda larga. Ou a qualquer outro tipo de banda, uma vez que nem chegámos a ouvir a música.

Mas este ano, Hedonê, dissertará muito mais sobre estes assuntos e tantos outros que serão variações sobre o primordial tema.

Pelo sim, pelo não, minhas queridas... sapo por sapo, mais vale suspirarmos por este: Kermit. Afinal de contas, come moscas, namora com uma porca e é uma estrela. É, bem vistas as coisas, um sapo cheio de pinta. Charmoso. E não. Não vamos querer que se transforme num Príncipe Encantado. Gostamos dele assim. Verde de giro! Talentoso. Divertido.

Queridas, que o ano 2011 seja mágico. Se um sapo vos oferecer flores: ACEITEM! Já observaram bem o alcance da língua de um sapo?

I rest my case!

Vossa Hedonê - Lilith is Back!

3 comentários:

quica disse...

Querida Tia, em boa verdade lhe digo que adoro esse sapo. E esse sapo não é apenas verde de giro. Tem uma paciência gigante, adora de paixão a sua porca e é sensível como já não há. O Kermit é, sem tirar nem por o meu sapo, fosse eu uma porca...
O principe encantado para além de não ter pila é loiro. Nada contra os loiros (ou será que tenho?), mas que não os acho charmosos e os olhos azuis brilhantes mais parece que levaram uma taulada de heroína tal é o ar morto-vivo. Mas também...se uma pessoa não é princesa porque há-de querer um principe? Eu, que sou bem mais porca que princesa, bem mais glamorosa, e com os sentimentos à flor da pele, e com sentido de porrada em tudo o que mexe, do que uma deslavada que precisa de um beijo "toque-nos-lábios" para sorrir, continuo a sonhar com um sapo. Sim, que seja viscoso e que coma moscas. A tia já viu bem como ele come moscas? Agora imagine o que deve ser capaz de fazer com a lingua...

Bazaroca disse...

A tia arrasou! Esta inauguração do boudoir em 2011, realmente, deixa uma pessoa com a lingua de fora daqui até ao outro lado do charco! GENIOUS! Era tudo o que eu precisava X) um sapo,...verde..e também ele com problemas de compromisso...ou será antes a miss piggy que é demasiado insistente? No matter, pois no fim do dia eles amam-se. Este sapo e esta porca não são mais que a antítese deles mesmos; Ele com todas as suas fragilidades é o heroi :) ela com toda a sua fúria é uma flor de estufa. Beijo enorme Tia, Um Excelente 2011! Vai ser do melhor

Anónimo disse...

Priceless ! Não consigo dizer nada... Muito, muito bom. E tão real, que até fico verde...

Beijão !

Marisa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...